O brinquedo de Deus: o mitológico Leviatã



"Eis o mar, imenso e vasto.
Nele vivem inúmeras criaturas, seres vivos, pequenos e grandes.
Nele passam os navios, e também o Leviatã, que formaste para com ele brincar."


Este é o salmo que expressa o ponto de vista do Criador - tudo está sob seu controle. Todas as coisas não coopera contra, senão a favor e somente a favor.
A dicotomia mal e bem é um problema nosso. Nós é que tentamos deixar o mal a fim de fazer o bem, então uns desistem e vivem para o mal.
 

É como se esta dualidade fosse famigerada, dissecada e encarnada apenas no plano humano - na existência. Porém, ao romper deste plano, já não há nada que se polarize. O que é, se eterniza, o que não é, se torna fumaça. A Eternidade é a plenitude do Bem. Toda a maldade da criação não afeta a ela.

Não há grau de maldade que escureça e comprometa o Eterno. Assim, Ele brinca com o Leviatã e permite que o bafejo de Satanás inspire a quem quer, onde quiser e quando quiser e ainda sim, terá [e tem] nas mãos o poder de definir como tudo será [e tudo é], desde sempre. Deus brinca com o Leviatã, pois ele só aterroriza o Homem sob o consentimento de liberdade, inclinação e instinto.

Um comentário:

JOSUÉ disse...

Bem meu mano! Agora não passo para comentar as dilétas mensagens, mas para convida-lo a visitar meu blog, criado recentemente… Um espaço criado para tentar mostrar que dentro da religião cristiana, existe dois lados, o humano e o desumano… Esse é o trabalho.

Ja estou seguindo esse blog.

Abraço.

http://www.emterradecego11.blogspot.com